Ano do Brasil em Portugal começa dia 21 de setembro

Uma mostra do Brasil contemporâneo movimenta a cena cultural portuguesa, a partir de hoje, 21 de setembro, até 10 de junho de 2013: o Ano do Brasil em Portugal. Espetáculos de música, teatro, artes visuais; eventos de literatura, design e gastronomia, além de um seminário sobre economia criativa, marcam o lançamento das atividades. Entre os destaques da programação estão os shows gratuitos oferecidos ao público, no Terreiro do Paço, em Lisboa. Na noite de sábado (22), se apresentam Ney Matogrosso e Monobloco. Na tarde de domingo (23), o “Brasil abraça Portugal” vai reunir no palco Martinho da Vila, Zeca Baleiro, Zé Ricardo e os artistas portugueses Carminho, Paulo Gonzo e Boss AC. No repertório, samba, fado, MPB, hip hop português e outros ritmos.

A cerimônia de abertura será realizada no dia 21, às 19h, simultaneamente à inauguração da exposição “Hélio Oiticica – o Museu é o Mundo”, no Museu Coleção Berardo, no CCB, em Lisboa. O evento vai contar com a participação dos escritores brasileiros Luis Fernando Veríssimo e Zuenir Ventura. Representantes da música do Brasil também anunciaram presença, como Ney Matogrosso, Martinho da Vila e Zeca Baleiro, além do artista português de múltiplas técnicas, Julião Sarmento. Entre as autoridades com participação confirmada estão o Embaixador do Brasil em Portugal, Mário Vilalva; o Comissário do Ano do Brasil em Portugal, Antonio Grassi, Presidente da Fundação Nacional de Artes – Funarte (Ministério da Cultura do Brasil); o Comissário do Ano de Portugal no Brasil, Miguel Horta e Costa; o Presidente do Conselho de Administração da Fundação de Arte Moderna e Contemporânea – Museu Berardo, comendador José Berardo; o Secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Parlamentares de Portugal, Feliciano Barreiras Duarte; a Secretária-Geral do Ministério da Solidariedade e da Segurança Social português, Maria João Lourenço; e a Secretária-Geral do Ministério da Economia e do Emprego de Portugal, Maria Ermelinda Carrachás; entre outros.

“A intenção é fazer com que este intercâmbio inédito entre os dois países ganhe uma estrutura mais definida, que deixe frutos”, afirma Antonio Grassi. Ele ressalta que ainda há um desconhecimento muito grande por parte dos brasileiros do Portugal contemporâneo, em todas as áreas. “Por outro lado, a nossa grande diversidade musical também não ecoa em terras lusitanas. Ou seja, há vários exemplos de um Portugal novo, diferente das ‘caravelas do nosso imaginário’. E também precisamos levar para o outro lado do oceano o Brasil que não é só o das novelas. A importância do evento, principalmente no âmbito cultural, está no fato de que a troca de olhares na produção artística extrapola o palpável ecolabora com setores como o turismo”, destaca o presidente da Funarte e comissário do Ano de Portugal no Brasil.

A proposta do Ano do Brasil em Portugal é levar o melhor da cultura do Brasil às terras lusas. A previsão é reunir as diferentes manifestações artísticas e culturais brasileiras, das mais tradicionais às mais atuais. Serão nove meses que, segundo os organizadores, representam um período de gestação, do qual nascerá uma nova forma de identidade entre os dois povos, para que eles se conheçam mais e para que haja uma ampla visão do Brasil contemporâneo. Estão planejados eventos num vasto circuito de teatros, museus e praças portuguesas, de norte a sul do país. Será aberto também o Espaço Brasil, um centro cultural, na Lx Factory, em Alcântara, especialmente para a iniciativa. Além de música, o Espaço vai oferecer exposições, palestras,workshops, audiovisuais, gastronomia e outras atividades disponíveis ao longo de todo o Ano do Brasil em Portugal.

Sobre o Ano do Brasil em Portugal (APB) e o Ano de Portugal no Brasil (ABP)

Entre 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil, e 10 de junho, Dia Nacional de Portugal, serão desenvolvidas, nos dois países, múltiplas iniciativas culturais e empresariais, através de uma estrutura de cooperação entre entidades e agentes públicos e privados. O Ano do Brasil em Portugal e o Ano de Portugal no Brasil são projetos autônomos, mas complementares. A proposta é que sua realização simultânea amplie a valorização dos elos entre as duas nações. Isto está relacionado à construção de um futuro, marcado por um maior conhecimento e reconhecimento dos dois povos, que apenas começa. Os dois projetos têm o objetivo comum de promover encontros, que estimulem a criatividade e a diversidade do pensamento e das manifestações artísticas e culturais de ambos os países, além de intensificar o intercâmbio científico e tecnológico e estreitar as relações econômicas entre as duas nações.

Fonte: Site Funarte

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s